A Importância do Rosário

d9c34718d4

É fundamental que a família cristã reze o Rosário todos os dias

Segundo uma tradição, São Domingos de Gusmão, espanhol, recebeu de Nossa Senhora a devoção do Santo Rosário, que ele rezava continuamente em suas caminhadas pela conversão dos hereges cátaros que agitavam a vida da Igreja na França.

Em suas aparições, em Fátima e Lourdes, Nossa Senhora pediu insistentemente aos videntes para que rezassem o Terço sempre. Ela disse aos pastorinhos, em Fátima, que “não há problema de ordem pessoal, familiar, nacional e internacional, que o Santo Terço não possa ajudar a resolver”. Por isso, o Terço e o Rosário tornaram-se orações amadas pelo povo de Deus. São João Paulo II disse que essa era “a sua oração predileta”; sempre o víamos rezando-a.

Além dos inúmeros Papas, também muitos santos se destacaram pelo amor ao Rosário: São Luís Maria Grignion de Montfort, Santo Afonso de Ligório, São Pio de Pietrelcina e muitos outros. Essa devoção tem como base o fato de que, do alto da cruz, Jesus Cristo, num ato de amor, nos deu Maria como Mãe (cf. Jo 19,26). Se Jesus no-la deu como Mãe, é porque precisamos dela para nossa vida e salvação. Então, cada cristão e cada família cristã precisa da proteção materna de Nossa Senhora para enfrentar a luta da vida, as tentações, provações etc. A Igreja sempre ensinou que “família que reza unida permanece unida”, sobretudo quando reza o Terço.

Na oração do Santo Rosário, a Virgem Maria nos ensina e nos anima na vida de Cristo, partilhando conosco aquelas coisas que “ela guardava no seu coração” (cf. Lc 2,52). “É uma oração contemplativa, não pode ser apenas uma repetição mecânica de fórmulas”, disse o Papa Paulo VI na Exortação Apostólica Marialis cultus.

Atualmente, o pontífice reconhece: “Eu muitas vezes recito o Terço diante de um mosaico”. O Pontífice assinalou que se trata de um “pequeno mosaico de Nossa Senhora com o Menino, onde parece que no centro está Maria, enquanto na verdade Ela, usando as suas mãos, torna-se uma espécie de escada através da qual Jesus pode descer até nós”.

Francisco usa essa imagem para explicar que “o centro é sempre Jesus, que se abaixa para caminhar com nós homens, para que possamos subir ao céu com Ele”.

Nesse sentido, sublinha que o Santo Terço é “uma oração contemplativa simples, acessível a todos, jovens e idosos”.

Além disso, explica que “na oração do Terço nos dirigimos à Virgem Maria, para que nos conduza sempre mais perto do seu Filho, Jesus, para conhecê-Lo e amá-Lo sempre mais”.

“Enquanto repetimos ‘Ave Maria’ – continua –, meditamos sobre as etapas da vida de Cristo, detemo-nos também sobre a nossa vida porque nós caminhamos com o Senhor”.

“Esta simples oração, na verdade, ajuda-nos a contemplar tudo o que Deus em seu amor fez por nós e pela nossa salvação, e faz-nos perceber que nossa vida está unida à vida de Cristo”, garantiu.

Rezando o Terço, “nós levamos tudo a Deus: os cansaços, as feridas, os medos, mas também as alegrias, os dons, os entes queridos, tudo a Deus. Rezando, nós permitimos a Deus entrar em nosso tempo, acolher e transfigurar tudo o que vivemos”.

O Papa Francisco finalizou a sua mensagem insistindo no apelo a rezar frequentemente o Terço: “Usem frequentemente este instrumento poderoso que é a oração do Terço, porque traz a paz aos corações, às famílias, à Igreja e ao mundo”, conclui.

 

(Fontes: http://www.acidigital.com/noticias/papa-francisco-incentiva-a-rezar-o-terco-potente-instrumento-de-oracao-12747/

http://pt.radiovaticana.va/news/2015/03/21/papa_francisco_o_ros%C3%A1rio_%C3%A8_arma_de_paz_e_perd%C3%A3o/1131044

http://br.radiovaticana.va/news/2016/10/26/papa_amem_o_ros%C3%A1rio,_ora%C3%A7%C3%A3o_simples_que_consola_a_mente_e/1267959)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *