O termo “pascal” vem da palavra Pessach, que em hebraico significa Páscoa, e relaciona-se com o mistério pascal da salvação. É por vezes referido como o “Círio Pascal” ou “Vela Pascal“.

Muitos são os símbolos da fé cristã, mas um dos mais importantes é o Círio Pascal, que representa a Luz de Cristo. O Círio é uma grande vela, feita com cera de abelha, adornada com a cruz, que representa a redenção. Ele é também adornado com outros elementos durante a Celebração da Luz, na Vigília Pascal, quando o sacerdote realiza a bênção do fogo, e faz a preparação do Círio.

Antes de ser aceso, o Círio representa o Cristo morto. O sacerdote faz uma cruz no seu centro (hoje essa cruz já vem impressa no Círio) para configurá-lo a Jesus Cristo;  em seguida ele grava o Alfa e o Ômega (A e Z, primeira e última letras do alfabeto grego), para indicar que Cristo é o princípio e o fim de todas as coisas; por último grava os números do ano em curso, para significar que Cristo vive hoje para nós.

Esse Círio será aceso durante todas as Celebrações do Tempo Pascal. Ao término do Tempo Pascal, convém que se guarde o Círio com veneração ao lado da Pia Batismal. Ele será aceso ao longo do ano nas Celebrações do Batismo e nas Celebrações do Crisma, além de outros momentos em que a Profissão de Fé (o Creio) é valorizada.